fbpx

Reduzir custos na empresa e aumentar o faturamento: confira 7 orientações!

Redação Redesul :)

Redação Redesul :)

O melhor da Redesul com estratégias para prosperar e aumentar seus investimentos.

reduzir custos da empresa

Se você vem tentando descobrir como reduzir custos na sua empresa e aumentar o faturamento, mas tem encontrado dificuldades em meio ao cenário incerto que tomou conta do Brasil nos últimos anos, não precisa se desesperar. Com as informações que separamos nesse post, ficará mais fácil atingir esse objetivo.

As orientações a seguir para redução de custos e aumento da receita da empresa vão ajudá-lo a criar planejamentos mais estratégicos, direcionados ao faturamento. Confira!

1. Otimize processos

Já parou para pensar que o que a sua empresa faz hoje poderia ser feito de forma mais ágil, eficiente e barata se os processos fossem otimizados? Ou seja, extrair o máximo do que o trabalho pode oferecer, com o mínimo de esforço necessário. Fazendo tudo de uma maneira mais eficiente.

Imagine, por exemplo, que você seja proprietário de uma confeitaria. Um bolo especial de limão, que geralmente requer três dos seus profissionais para realizá-lo com perfeição, leva em média mais de um dia para ficar pronto, em meio às várias demandas que o seu negócio tem que dar conta.

Porém, você descobre que essa demora não tem tanto a ver com o processo de fazer o bolo em si, mas sim com a maneira como as tarefas estão divididas em sua equipe. Então, colocando os profissionais certos para fazer as coisas certas, você percebe que é possível entregar esse material muito mais rápido e de forma mais eficiente. Pronto, você acabou de otimizar um processo salvando tempo e dinheiro!

2. Identifique gastos desnecessários

como reduzir os custos da empresa gastos desnecessários

Vamos continuar com o caso do bolo, só para ilustrar as orientações que estamos dando aqui. Considere hipoteticamente que, além de descobrir o tempo menor em que esse material pode ser feito, você percebe também que a quantidade de ingredientes utilizados para se chegar ao resultado final tem envolvido desperdícios e um cálculo errôneo de como usá-los. Você decide, então, organizar melhor o lugar onde o bolo é feito e delimita também a quantidade de cada ingrediente a ser usada por seus funcionários.

Além disso, você vê também que a conta de telefone tem vindo alta na empresa e descobre que diversos processos poderiam ser resolvidos online, sem custo de ligação telefônica. Você então especifica quais questões serão resolvidas pela internet e quais continuarão por telefone. Ao final, vê que conseguiu reduzir os custos da empresa e deixar mais recursos livres para serem aplicados na expansão do negócio.

3. Considere a terceirização de serviços

Será que tudo o que é feito dentro da sua empresa vale a pena ser mantido dessa forma? Talvez alguns processos sejam mais ágeis e mais baratos sendo feitos por terceiros. Um bom caso disso é a logística. Nem sempre contar com carros, motos e motoristas próprios sai mais em conta, ainda que em um primeiro momento pareça que sim.

O motivo disso é que qualquer veículo terá os seus gastos de manutenção, sobretudo se usados cotidianamente e, além do mais, você precisará contratar pessoas para fazer a transportação. Contando com serviços terceirizados, você solicita esse auxílio pontualmente com a possibilidade de gastar menos nesse processo. E esse é apenas um exemplo: olhe para o seu negócio e veja tudo o que pode ser feito.

4. Invista em capacitação

Quando falamos em otimizar processos, fica muito difícil fazer isso se você não tem disposição para investir em capacitação. Afinal, não adianta cobrar do funcionário se a própria empresa não está disposta a investir nele e em si própria por meio de um trabalho mais qualificado.

Pense que nem sempre é possível para o colaborador investir por conta própria nesses cursos e que os motivos podem ser diversos, como tempo, dinheiro e interesse. Quando o empreendimento demonstra que está comprometido com a melhoria de seus processos e os colaboradores podem participar disso, os resultados são visíveis. Afinal, os funcionários também saem ganhando quando aprendem novas habilidades que estarão com eles por toda a vida, mesmo que não venham mais a trabalhar na empresa futuramente.

5. Envolva a equipe no objetivo

como reduzir custos na empresa envolver a equipe

Como dissemos no tópico anterior: se você investe na equipe, o mais provável é que o engajamento aumente e os resultados melhorem. Envolver a equipe no objetivo deve ser parte integrante do projeto de redução de custos e aumento da receita.

Realizar reuniões (com tempo de início, mas também de término delimitado) e desenvolver uma política de diálogo entre os membros, inclusive de diferentes hierarquias, são ótimas formas de impulsionar ainda mais essa iniciativa. Não abra mão disso!

6. Analise os ganhos obtidos com a redução de custos

Uma fase importante de todas essas mudanças que você pode implementar em sua empresa é analisar se esses esforços realmente vêm produzindo resultados positivos. Pode ser que leve um tempo até que você possa vislumbrar isso e que, durante o processo, sejam necessárias melhorias para se atingir o aprimoramento global.

Por isso, analisar os ganhos obtidos com a redução de custos e averiguar se isso tem também impactado no aumento da receita é crucial para não ficar com a falsa impressão de que todos os problemas estão resolvidos. Faça esse acompanhamento e uma supervisão detalhada e programada para ter discernimento se está no caminho certo ou não.

7. Faça um planejamento consistente

Bom, agora chega a parte mais importante de tudo o que falamos: planejamento. Sabe por quê? Sem isso, suas ações serão apenas esforços isolados e que não terão relação alguma entre si e o objetivo maior de ver a empresa crescer em um espectro mais amplo. Para reduzir custos e aumentar a receita, é importante delimitar o que é preciso ser feito, colocando datas, tarefas, prazos e tendo clareza de onde se quer chegar.

Você pode fazer isso da seguinte forma:

  • utilize o método SMART que estipula ações específicas, mensuráveis, atingíveis, realizáveis e com tempo determinado para serem realizadas;
  • não fique refém do “achismo”, defina qual será a periodicidade da revisão das suas ações e se elas realmente estão produzindo resultados;
  • controle significa liberdade, se você não sabe o que se passa no seu negócio, então estará preso a problemas os quais não saberá como resolver.

Como você pode ver, é completamente possível seguir todas as 7 orientações que demos nesse post. Você deve apenas ter o pé no chão e agir de forma clara e discernida. Assim, será possível alcançar todos os desdobramentos positivos.

Se gostou de saber como reduzir custos na empresa e aumentar a receita, não deixe de compartilhar esse conteúdo nas redes sociais, basta usar os botões na aba acima do artigo. Muitos empreendedores ainda precisam entender melhor essa questão!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Consumidores chegam pagar 30% mais em carros de luxo quando não prestam atenção nisso

Entenda o que é e como fazer antecipação de recebíveis

5 práticas para fazer uma boa gestão financeira empresarial

Entenda as vantagens de ter um imóvel para renda

Quer saber por que as empresas fecham? Veja as principais causas!

Por que a busca por consórcio imobiliário aumentou na pandemia?

Materiais Educativos

Como conseguir capital de giro com consórcio

Crédito para investir no que quiser na sua empresa, pagando no mínimo duas vezes mais barato que empréstimo e no prazo certo.

Fale com nossos especialistas.

Trabalhe com a Redesul

Anexar Currículo no formato: .doc .pdf .docx (max 5mb )