fbpx

A Única Maneira Comprovada de Comprar um Carro Parcelado Sem Juros

Redação Redesul :)

Redação Redesul :)

O melhor da Redesul com estratégias para prosperar e aumentar seus investimentos.

carro parcelado sem juros

Quem já financiou algum veículo sabe exatamente o que significa estas duas condições: juros altos e parcelas  pesadas. Hoje em dia,  dificilmente alguém embarca em um financiamento sem que esteja precisando de crédito com extrema urgência e necessidade. Mas já imaginou como seria se você pudesse comprar um carro parcelado sem juros?

Existe uma linha de crédito que permite a compra de um veículo sem juros, sem precisar de entrada e com pequenas parcelas, ou seja, sem financiar. Continue a leitura e descubra!

Por que não é vantagem financiar um veículo

Há cerca de 20 anos, políticas públicas facilitaram a aquisição de veículos à população em geral, e o financiamento teve papel fundamental nesse processo.

Com linhas de crédito mais baratas, cortes de impostos para carros 1.0, sem exigência de qualquer valor de entrada, redução no IOF e até aumento do prazo para compras parceladas, boa parte da população pode finalmente comprar o seu primeiro carro.

Essa conquista foi importante para o progresso da indústria e da sociedade, porém, trouxe sérias consequências e nos ensinou uma importante lição sobre fazer grandes compras na pressa, sem planejar: as taxas de juros desses financiamentos acabaram gerando uma horda de brasileiros endividados.

O custo dessa “farra” de crédito fácil para aquisição de veículos pode ser sentido hoje e, recentemente, o Banco Central divulgou um dado inédito e assustador: dos R$ 209 bilhões que os bancos emprestaram em 2010 e 2011, R$ 38,1 bilhões não foram quitados dentro do prazo.

Com o número crescente de pessoas endividadas por causa de financiamentos de veículos, o BC precisou agir para conter essa expansão de crédito.

Aumentaram-se as exigências para financiamentos mais longos e os bancos começaram a pedir mais capital para liberar o crédito. Os prazos também foram encurtados e voltou-se a exigir entrada para a compra do carro.

Fora isso, com a disparada da inadimplência, desde 2017 o Superior Tribunal de Justiça determina busca e apreensão de todos os veículos financiados com parcelas atrasadas a mais de 90 dias.

No início da pandemia, em meados de março de 2020, os bancos diminuram a concessão de crédito e a taxa de juros subiu, chegando a alcançar 20,4% em abril. Desde o segundo semestre, no entanto, os juros vêm apresentando sensível queda, porém, permanecem muito elevados com relação à Selic.

Esses são alguns elementos que mostram como o financiamento é uma operação arriscada no médio e longo prazo.

Além disso, essa modalidade também costuma ser bastante cara, e pode até dobrar o valor do veículo por conta dos juros altos. Fizemos a conta abaixo!

Veja a conta do financiamento na prática

Vamos imaginar que você esteja pensando em comprar um carro de R$ 50 mil.  Se financiar, já sabe que vai precisar de um valor de entrada, então, vamos supor que você queira utilizar o seu veículo usado, que vale R$ 25 mil, como entrada.

Ele será avaliado em cerca de 20% abaixo da tabela Fipe, ou seja, você terá R$ 20 mil para a entrada do financiamento, certo?

Então:

  • Carro novo = R$ 50 mil
  • Usado na entrada = R$ 20 mil
  • Valor do financiamento = 30 mil reais.
  • Prazo = 60 meses.
  • Taxa MÉDIA de juros de mercado = 2% ao mês.
  • Parcelas = R$ 863,04 por mês.
  • Total do financiamento = R$ 51.782,34 mil.

Nessa simulação com estes valores, você pagaria exatamente R$ 21.782,34 mil só de juros. Já imaginou tudo o que você poderia fazer com esse dinheiro? Felizmente, não existe apenas esta solução para comprar um veículo.

E é sobre uma operação muito mais segura e barata que falaremos agora.

Solução para comprar um carro parcelado sem juros

Embora o financiamento pareça a única alternativa para quem não tem todo o dinheiro para comprar um carro à vista, o número de brasileiros que encontra um alternativa mais barata aumenta a cada ano.

De janeiro a outubro de 2020, 870,16 mil brasileiros compraram um veículo desta maneira, sem entrada e com parcelas mensais pequenas, sem comprometer o orçamento.

Todas essas pessoas foram contempladas em um consórcio de veículos. Muitas delas usaram uma estratégia para acessar o crédito sem demora, independente dos sorteios (como explicaremos logo mais).

Como funciona esse sistema

Participar de um consórcio é bastante simples. Veja:

  1. Você entra em um grupo em que todos querem comprar um carro, e todo mundo contribui com parcelas mensais, formando um caixa.
  2. Ninguém precisa financiar ou pegar dinheiro emprestado, então não existem juros;
  3. O tempo de contribuição num consórcio de veículos é de 36 a 120 meses, dependendo do grupo;
  4. Durante esse período, todos os meses são realizadas assembleias onde um dos consorciados é sorteado e pode usar a carta de crédito integralmente;
  5. Como dissemos, você pode adiantar a sua contemplação oferecendo um lance.

Ofertar um lance nada mais é do que adiantar o pagamento de algumas parcelas do seu consórcio. Se for a maior oferta do grupo, você leva o crédito sem precisar esperar pelos sorteios. Fazendo isso, você consegue comprar um carro parcelado sem pagar juros rapidamente.

Explicamos melhor a estratégia dos lances neste vídeo:

Adiantando a contemplação com o seu usado

Além de você ter a possibilidade de oferecer um lance com recursos próprios ou com a própria carta de crédito, ainda pode utilizar o valor do seu usado como lance para ser contemplado sem demora. Você continua andando com ele e, quando for contemplado, compra o novo.

Se sua oferta não for contemplada por lance naquele mês, você pode oferecer no mês seguinte e, assim, sucessivamente, dobrando a suas chances de ser contemplado, porque você não depende apenas dos sorteios.

É importante destacar que essa quantia que você deu como lance, reduz o valor das parcelas do consórcio ou o prazo do plano, a escolha é sua!

Compare os dois sistemas

Nós já vimos que para financiar R$ 30 mil para comprar um carro, o valor final custaria R$ 21.782,34 a mais apenas de juros. Mas como ficaria o consórcio nessa conta?

Vejamos:

Pra obter o mesmo crédito de R$ 30 mil com um consórcio de veículos, você investiria em 80 parcelas de R$ 434,00 (já incluindo a taxa administrativa, que é 10 vezes menor que os juros dos financiamentos).

Ou seja, para obter um crédito de R$ 30 mil, você investiria um total de R$34.720,00, e pagaria apenas R$4.720,00 de taxa de administração. Ou seja, 461,49% a menos do que se fosse financiar.

A diferença em reais fica R$ 17.062,34. Percebe o tamanho da economia que você tem se escolher esse sistema?

Entendeu como fazer para comprar um carro parcelado sem pagar juros, economizando muito? Se você acredita que esta solução é interessante para você e quer tirar mais dúvidas, é só fazer o seu cadastro para conversar com a gente sem compromisso. Clique na imagem abaixo:

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Entenda o que é e como fazer antecipação de recebíveis

5 práticas para fazer uma boa gestão financeira empresarial

Entenda as vantagens de ter um imóvel para renda

Quer saber por que as empresas fecham? Veja as principais causas!

Por que a busca por consórcio imobiliário aumentou na pandemia?

3 maneiras de conseguir capital de giro sem fazer empréstimo

Materiais Educativos

Como conseguir capital de giro com consórcio

Crédito para investir no que quiser na sua empresa, pagando no mínimo duas vezes mais barato que empréstimo e no prazo certo.

Fale com nossos especialistas.

Trabalhe com a Redesul

Anexar Currículo no formato: .doc .pdf .docx (max 5mb )