O que é consórcio? Conheça o sistema que realiza 1 milhão de sonhos todos os anos

o que e consorcio

Qual é o seu sonho? Viajar, conhecer o Brasil e o mundo; ter a casa própria; um carro novo na garagem ou até abrir uma empresa. Sonho é o que não falta! Acontece que nem sempre realizar esses sonhos é tarefa fácil, e boa parte da população encontra sérias dificuldades na hora de organizar as contas e poupar para investir num objetivo. Neste cenário, tem muita gente curiosa para saber o que é consórcio e como esse sistema pode ajudar na realização desses sonhos.

Isso porque o mercado não oferece muitas possibilidades para quem não consegue juntar dinheiro para pagar à vista: ou você faz empréstimos ou financiamentos, bancando juros altos e parcelas pesadas que comprometem a renda por um bom tempo; ou você faz um consórcio e toma uma atitude concreta e garantida para realizar os seus sonhos, começando a investir de verdade nas suas conquistas.

Se você quer entender melhor o que é consórcio e como esse sistema tem realizado os sonhos de mais de 1 milhão de brasileiros todos os anos, continue a leitura.

O que é consórcio?

Imagine várias pessoas (físicas ou jurídicas) que querem comprar um bem ou contratar um serviço, mas ninguém tem todo o valor para pagar à vista. Consórcio é a união dessas pessoas em um grupo, para que todas consigam realizar as suas conquistas investindo todos meses em pequenas parcelas.

Com o valor arrecadado todo o mês, é possível liberar o crédito integral para um ou mais consorciados, dependendo do saldo do grupo. Mas como saber quem recebe o crédito primeiro? A administradora organiza assembleias mensais onde sorteia o número das cotas vencedoras.

Quanto tempo dura?

adiantar a contemplacao do consorcio

O tempo de duração de um consórcio varia conforme o grupo e o bem ou o serviço que você deseja, além das suas necessidades e condições de investir. Para imóveis, por exemplo, o consórcio costuma durar aproximadamente 180 meses, embora já existam grupos de 240 meses. Já para veículos, o tempo de investimento é de 36 a 120 meses.

Tem entrada ou juros?

Num consórcio, não há necessidade de pagar nenhum valor de entrada, nem absolutamente nada de juros (apenas uma taxa administrativa cerca de 10 vezes menor que os juros dos financiamentos). Vale destacar que a contemplação de todos os participantes do grupo dentro do período acordado é garantida por Lei, portanto, não existe a possibilidade de não ser sorteado.

O que posso adquirir com consórcio?

Usando os consórcios, você pode adquirir ou contratar praticamente qualquer bem ou serviço, basta entrar no grupo certo. Nesse sistema, também existe uma estratégia para empresas levantarem capital de giro, como mostraremos mais adiante.

Desta forma, são inúmeros os bens móveis, imóveis e serviços que você pode adquirir com esta modalidade de compra. Olha só alguns exemplos:

#1 Bens móveis

  • Carros, motos, caminhões, aeronaves, tratores, barcos, automóveis agrícolas e rodoviários, etc;
  • Televisores, smartphones, tablets, computadores, fogões: eletrônicos e eletrodomésticos para o lar e para ambientes de trabalho;
  • Escrivaninhas, sofás, cozinhas: mobília para casa e empresa;
  • Máquinas e tratores;
  • Equipamentos especializados para diversos tipos de trabalho e profissionais.

#2 Bens imóveis

  • Casas, apartamentos, salas comerciais;
  • Casa de praia, casa de campo, chalés: destinadas à laser;
  • Reforma para imóveis;
  • Terrenos;
  • Terreno + casa;
  • Construção;
  • Ampliação.

#3 Serviços

  • Viagens;
  • Faculdades, pós-graduações, mestrados, cursos de especialização, educação dos filhos;
  • Tratamentos estéticos e ortodônticos: cirurgia plástica, aparelho dental, implantes, etc;
  • Carteira de motorista;
  • Contratar serviços para festas e eventos, tais como casamento e formatura;
  • Qualquer serviço que você precise.

Como é a burocracia do consórcio?

burocracia do consorcio

Entrar num consórcio é muito fácil, não há análise de crédito e nem necessidade de apresentar comprovantes. No entanto, é importante manter a organização das finanças, pois, após a contemplação, existem algumas condições para a liberação do crédito.

Entre as exigências:

  • – apresentação de documentação pessoal (RG ou CNH), CPF (ou CNPJ)
  • – comprovante de renda
  • – comprovante atualizado de residência
  • – documentação do bem pretendido

No caso do consórcio de imóveis, a administradora precisa ter certeza de que você poderá quitar as parcelas restantes após a contemplação, portanto, o imóvel que você comprar servirá como garantia até o término do pagamento do plano.

Quais sãos as taxas do consórcio?

A grande vantagem do consórcio é que não há qualquer cobrança de juro sobre o valor do crédito, portanto, esta é provavelmente a principal razão desse sistema ter mais de 7 milhões de participantes no Brasil.

Entretanto, existem alguns percentuais embutidos nas parcelas que variam conforme a administradora, o bem ou serviço, o grupo e o prazo que você vai contratar. De qualquer forma, todas essas taxas juntas costumam ficar cerca de 10 vezes mais baratas que os juros dos financiamentos, por exemplo.

É difícil especificar um padrão para essas taxas, pois, como dissemos, o percentual varia muito. Mas, para você entender, vamos falar um pouco sobre cada uma delas:

Fundo Comum

Serve para formar a grande poupança que será destinada à compra do bem ou contratação do serviço pelos contemplados. A referência é o preço vigente do bem ou serviço no dia da Assembleia Geral Ordinária, diluído nas parcelas. A contribuição pra este fundo é definida a partir do percentual do preço do bem, que pode ser 100% (ou o percentual estabelecido em contrato), divido pelo número de meses do grupo.

Taxa de Administração

Taxa de Administração, também definida em contrato, serve para quitar os custos operacionais e para gerenciar o grupo. Num consórcio de imóveis, por exemplo, normalmente essa taxa fica entre 15 a 30% do valor total do imóvel, diluído entre todas as parcelas. Para veículos, a taxa de administração varia de 8 a 20%, dependendo do prazo do grupo e da administradora. Lembre-se que quanto maior o prazo, maior será essa taxa.

Fundo de Reserva

Já imaginou como fica o grupo de consórcio se um ou mais consorciados atrasarem as parcelas? O Fundo de Reserva existe para evitar que o grupo seja prejudicado em casos de inadimplência de um participante, por exemplo. O valor deste Fundo também varia de acordo com cada plano e administradora, mas geralmente fica entre 1 a 5%, diluído em todas as parcelas. Algumas administradoras não cobram este Fundo.

É uma medida de segurança, por isso, se no final do grupo ainda houver dinheiro neste Fundo, todo ele é distribuído proporcionalmente aos participantes.

Seguro

O contrato de um consórcio ainda pode prever uma taxa que protege os consorciados de imprevistos, como o Seguro de Vida, que garante o pagamento do consórcio em caso de falecimento; o Seguro Desemprego, caso algum membro fique desempregado; e também para quebra de garantia, se algum consorciado deixar de pagar as parcelas depois que já tenha adquirido o imóvel. O cálculo depende das condições acordadas junto à seguradora. Mas, geralmente, fica definido um valor fixo acrescido nas parcelas

Por isso, na hora de escolher a administradora de consórcio ideal e o melhor plano para o seu bolso, lembre-se de verificar essas condições.

Como adiantar a contemplação no consórcio?

A maneira tradicional de receber o crédito num consórcio é pelos sorteios mensais, no entanto, tem muita gente com pressa, necessitando do crédito mais rapidamente para comprar um imóvel, um veículo, viajar ou injetar dinheiro no caixa da empresa.

Nesses casos, você pode utilizar alguma reserva pessoal, inclusive o seu FGTS (no caso de imóveis residenciais), para ofertar um lance. Isso significa que aquele valor que seria utilizado para dar a entrada em um financiamento, por exemplo, pode servir para fazer essa oferta de lance e adiantar a contemplação no consórcio.

Essa oferta nada mais é do que antecipar algumas prestações do seu consórcio para o grupo. Se for o maior lance do mês, você é contemplado e escolhe como quer descontar o valor que ofertou: se reduzindo as parcelas ou diminuindo o prazo do seu plano. Caso não tenha nenhum valor de reserva, você também pode ofertar um lance embutido, usando um percentual do próprio crédito para fazer a oferta. Também existe a possibilidade de ofertar esses dois tipos de lances juntos.

Se você quer entender melhor essa estratégia dos lances, assiste esse vídeo que explicamos os detalhes:

Como proceder após a contemplação?

Após a contemplação, quando escolher o bem ou serviço que deseja, você deve informar à administradora que, por sua vez, fará o processo da compra. Portanto, o crédito não cai na sua conta, e sim é usado para comprar o bem. Também é preciso estar com suas finanças em dia para conseguir cumprir com as exigências dais quais já mencionamos.

Lembrando que você somente poderá adquirir bens referenciados conforme a sua carta de crédito. Se for um consórcio de imóveis, por exemplo, você poderá adquirir qualquer imóvel legalizado e com a documentação em dia, comprar um terreno ou construir.

Como levantar capital de giro com consórcio?

Embora o consórcio seja uma ferramenta utilizada para a compra sem juros de bens ou contratação de serviços, existem estratégias muito utilizadas por empresários para dar um gás no caixa da empresa sem precisar pagar nada de juros.

Em primeiro lugar, é necessário ter um imóvel, seja no seu nome, da sua empresa ou de algum parente. Partindo disso, você entra em um grupo de consórcio de imóveis, cuja duração máxima é de 15 anos. Não há necessidade de dar qualquer valor de entrada e todos os meses acontecem sorteios via assembleia, em que um dos consorciados é contemplado.

Como já mencionamos, você pode dar um lance para adiantar essa contemplação (ou conseguir o crédito IMEDIATAMENTE, como explicamos no capítulo abaixo). Depois de contemplado, basta realizar uma operação de compra e venda entre você e um parente seu, ou entre a empresa e um sócio. Inclusive, se você tem duas empresas pode fazer a operação de um CNPJ pra outro (algumas administradoras aceitam o imóvel como garantia, sem necessidade de fazer essa transação).

Ou seja, você vai utilizar um bem que já faz parte do seu núcleo patrimonial para transformar a carta de crédito em dinheiro líquido para investir na sua empresa. E também é possível fazer isso com veículos.

Esta é uma maneira planejada de investir, muito utilizada por empresários que querem estabelecer um programa voltado ao crescimento constante e à prevenção, com foco em médio e longo prazo. Mas atenção: antes de seguir essas estratégias, é importante consultar se a sua administradora aceita esse tipo de operação.

Para entender melhor as maneiras que existem de levantar capital de giro usando o consórcio, que tal baixa gratuitamente um eBook completo sobre isso? Basta preencher o formulário abaixo:

Como conseguir crédito imediato com consórcio contemplado?

Para quem precisa de crédito imediatamente, mas não quer pagar as altas taxas de juros de empréstimos e financiamentos, a compra de uma carta de crédito contemplada é uma excelente solução. Basta que você adquira um consórcio contemplado, ou seja, uma cota que já foi contemplada, cujo dono decidiu vender.

Você adquire essa cota quitando o valor que ela custou até o momento da contemplação, mais um spread ao dono original da carta, e assume as parcelas restantes. Mesmo com esse investimento inicial e com o ágio ao dono do crédito, levantar crédito desta maneira é muito mais barato do que as maneiras tradicionais; daí o motivo da procura por consórcios contemplados ser maior do que a oferta.

A compra de consórcios contemplados também é muito utilizada por pessoas jurídicas que precisam de crédito para a empresa imediatamente. Basta realizar com o crédito desta carta a mesma operação que mencionamos no capítulo anterior.

Se você acredita que um consórcio contemplado pode ser interessante para você, baixe gratuitamente agora mesmo nosso Guia Definitivo do Consórcio Contemplado, é só preencher o formulário:


Quanto é o valor das parcelas no consórcio?

Agora que você entendeu o que é consórcio e conheceu cada detalhe do funcionamento desse sistema, talvez tenha curiosidade para saber o quanto teria que investir por mês para realizar o seu sonho com esse sistema. Nós temos uma ferramenta rápida, automática e gratuita onde você pode simular exatamente qual seria o valor da sua parcela de acordo com o crédito que você precisa. Para fazer essa simulação, basta clicar na imagem abaixo:

faca uma simulacao de consorcio

Deixe aqui o seu comentário

SOBRE O AUTOR

Ajudo você ou sua empresa a despertarem a consciência sobre o uso inteligente do dinheiro, trazendo Educação Financeira e usando o Consórcio como ferramenta para garantir a conquista dos seus sonhos e objetivos.

CATEGORIAS

REDES SOCIAIS

Shopping Basket