fbpx

Como fazer o controle de gastos empresariais? Descubra em 7 passos!

Redação Redesul :)

Redação Redesul :)

O melhor da Redesul com estratégias para prosperar e aumentar seus investimentos.

controle de gastos empresariais

Se você ainda não sabe como fazer o controle de gastos empresariais e tem tido dificuldade na hora de levantar as informações certas e colocar um plano em prática, não se preocupe. Neste post, vamos aprofundar alguns pontos essenciais para que você consiga gerir com maestria a vida financeira da sua empresa, reduzindo custos operacionais e atingindo os ganhos que vem vislumbrando.

A partir dos 7 passos que listamos nos tópicos a seguir, ficará mais fácil controlar as contas e encontrar o caminho da expansão dos negócios. Continue lendo para aprender mais!

1.Montar uma planilha e atualizá-la regularmente

Você conhece a realidade financeira da sua empresa em detalhes? Se a resposta é sim, já fez o devido registro de todos os gastos e ganhos que envolvem a sustentabilidade do seu negócio? Tais perguntas podem servir de pontapé para você montar uma planilha e se dedicar a atualizá-la regularmente.

Se você não tem o controle exato do dinheiro que entra e sai da sua empresa nem organiza essas informações de uma maneira fácil de acessar, isso certamente prejudica não apenas o controle das finanças, mas também a análise correta dos seus resultados. Supervisione tudo e registre os dados, assim você consegue montar uma planilha útil, funcional e facilmente acessível.

2.Ter uma excelente gestão contábil

Lidar com dinheiro em uma pequena ou média empresa não é uma tarefa fácil. Dizemos isso, porque muitos proprietários misturam as finanças pessoais com os recursos advindos do negócio, fazendo com que a situação se complique mais ainda.

Outro erro comum é não criar uma reserva financeira para lidar com momentos de baixa venda ou mesmo demissão e contratação de novos funcionários. Se você agir sempre no limite, estará constantemente em risco de ficar sem dinheiro e pode passar por sérios problemas em casos de imprevistos.

São muitos os equívocos que podem ser cometidos e a correria do dia a dia pode fazer com que passem despercebidos. Tire um tempo para pensar na gestão contábil da sua empresa e comece a mudar a forma como tem lidado com isso. Lembre-se de sempre envolver os colaboradores nesse processo, já que nem tudo estará o tempo todo em suas mãos.

3.Pesquisar com atenção seus fornecedores

pesquisar fornecedores para controle de gastos empresariais

Será que aquele fornecedor que você tem como predileto é realmente o que oferece as melhores condições de compra? Muitas vezes, nos acostumamos com uma situação que parece boa, mas o tempo passa e acaba nos mostrando que nem tudo era o que parecia.

Saia da zona de conforto, pesquise com atenção seus fornecedores e dialogue por novas e melhores condições de negociação com aqueles que você já lida há algum tempo. Essa é uma ótima pedida para quem quer usar o dinheiro de uma forma inteligente, funcional e sem desperdícios. Portanto, não tenha medo de negociar descontos.

4.Fazer um estudo sobre os impostos gerados

Você sabe quanto de imposto paga em suas transações e em tudo que circula na sua empresa? É provável que na hora de recompor o estoque você não esteja levando isso em consideração e possa estar gastando mais do que realmente pode. Tal panorama pode levar seu negócio a um cenário financeiramente negativo e, por isso mesmo, é importante fazer um estudo sobre os impostos gerados por sua empresa.

Os resultados obtidos disso devem constar no seu planejamento financeiro e na sua gestão contábil, a fim de que gastos extras não passem despercebidos. Averigue essa questão com atenção e aja de forma segura e próspera.

5.Investir em ferramentas tecnológicas

Já são muitos os softwares e aplicativos dedicados à gestão empresarial. Boa parte deles disponibiliza versões beta que podem ser baixadas gratuitamente, permitindo que você comece a usá-los agora mesmo. Se você ainda depende exclusivamente da papelada e telefonemas para resolver questões cruciais do seu negócio, vale dizer que a maior parte dos processos são digitalizados atualmente.

Por isso, não fique defasado nessa área e invista em ferramentas tecnológicas. Elas podem facilitar questões como:

  • controle do fluxo de caixa;
  • capital de giro;
  • atração e conversão de clientes;
  • precificação dos produtos;
  • folha de pagamento;
  • folha de ponto;
  • itens em promoção;
  • melhor gestão de custos fixos e variáveis do negócio.

Esses são apenas alguns aspectos principais, mas as alternativas oferecidas pelo mundo digital vão muito além. Pesquise sobre e encontre as ferramentas que melhor atendam aos seus interesses.

6.Gerar e analisar relatório para o controle de gastos

analisar relatorio para controle de gastos empresariais

Nós já falamos sobre a importância de registrar a vida contábil de sua empresa, certo? Pois bem, sem isso não seria possível gerar e analisar relatório para o controle de gastos. É por meio dele que você conseguirá identificar todos os pontos fracos e fortes na gestão financeira do seu negócio e ser capaz de definir ações que resolvam os entraves, fortalecendo aquilo que está dando certo.

Com esse controle, você não fica refém de palpites e pode lidar com as coisas de forma clara e objetiva. Cuide bem disso para não depender de improvisos para tocar seu negócio.

7.Estabelecer um bom planejamento financeiro

Depois de passar por esses direcionamentos, é chegada a hora de definir o planejamento financeiro do seu negócio. Com todos os dados em mãos e bem organizados ficará mais fácil estipular os seguintes pontos:

  • quais as questões mais importantes para serem resolvidas no meu negócio atualmente?
  • em quanto tempo consigo resolver essas questões e por meio de quais passos?
  • depois de solucionados esses entraves, o que posso fazer para projetar um crescimento sustentável em médio e longo prazos?
  • aonde quero estar em 5 ou 10 anos e quais as metas e prazos preciso estabelecer e cumprir para chegar lá?

Vale dizer que um planejamento não é uma visão rígida de como deve se proceder até alcançar o objetivo final proposto. Tal rigidez pode ser desastrosa, pois limitaria o encontro de novas alternativas e soluções ao longo do percurso. Todavia, o planejamento serve como uma bússola que não só guiará você, mas também permitirá que averigue constantemente se está indo na direção certa.

Como pôde ver, é totalmente possível controlar os gastos empresariais com sucesso. Com as informações certas será muito mais fácil realizar isso, e você saberá discernir quais as melhores atitudes para alavancar o seu negócio.

Agora que já sabe como fazer o controle de gastos empresariais, o que acha de conhecer 8 vantagens de fazer consórcio para conquistar os objetivos da sua empresa?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Entenda o que é e como fazer antecipação de recebíveis

5 práticas para fazer uma boa gestão financeira empresarial

Entenda as vantagens de ter um imóvel para renda

Quer saber por que as empresas fecham? Veja as principais causas!

Por que a busca por consórcio imobiliário aumentou na pandemia?

3 maneiras de conseguir capital de giro sem fazer empréstimo

Materiais Educativos

Como conseguir capital de giro com consórcio

Crédito para investir no que quiser na sua empresa, pagando no mínimo duas vezes mais barato que empréstimo e no prazo certo.

Fale com nossos especialistas.

Trabalhe com a Redesul

Anexar Currículo no formato: .doc .pdf .docx (max 5mb )