Projeto de Incentivo ao Capital de Giro: crédito sem juros e pagamento estendido

Se você é empresário, sabe a importância do capital de giro. Mas você costuma planejar esse recurso? Seja para investir em novos projetos ou mesmo para não deixar o caixa da empresa no vermelho, existem muitas maneiras de conseguir esse crédito.

Nessas horas, muitos empreendedores recorrem a empréstimos junto a instituições financeiras e acabam se sujeitando aos juros altos deste tipo de operação. Outros, para fugir das taxas, optam por descapitalizar a empresa vendendo bens para cumprir com as obrigações.

O Projeto de Incentivo ao Capital de Giro da Redesul é um sistema único, que foi desenvolvido para atender as principais necessidade de empreendedores que buscam uma alternativa para não pagar os juros dos empréstimos bancários, captando recursos a juro zero e com prazo estendido de pagamento.

Se você está buscando soluções mais inteligentes e econômicas para capital de giro, continue acompanhando este artigo e descubra como funciona o Projeto.

Problemas para conseguir capital de giro

Todo empreendedor sabe que o capital de giro é o combustível que mantém o negócio funcionando. Sem um bom recurso circulando na empresa, fica muito difícil investir em melhorias, planejar ampliações e projetar o crescimento do empreendimento. Mas, pior do que isso, ter o capital de giro sempre no limite é o primeiro passo para a empresa começar a ter problemas em arcar com compromissos financeiros, se endividar e, não raro, fechar as portas.

Segundo o Sebrae, metade dos negócios fechados no Brasil são por problemas relacionados ao capital de giro. Empresas que não têm uma boa folga no caixa, geralmente relatam passar pelos mesmos contratempos:

  • O operacional e a manutenção do estoque consomem o capital e nunca sobra dinheiro;
  • Os juros e as parcelas cobrados pelos bancos são muito altos, o que inviabiliza empréstimos;
  • O banco dificulta a aprovação de empréstimos se a empresa não estiver numa boa situação;
  • A empresa já possui um financiamento, por isso, não consegue fazer empréstimos;
  • Investimentos para o crescimento da empresa sempre ficam em segundo plano.

Esses obstáculos mostram a grande dificuldade que os empresários enfrentam para captar recursos. Problema este que tem levado muitos empreendedores a buscarem soluções que realmente possibilitem que a empresa invista em seu crescimento ou, mesmo, que se recupere de uma eventual crise, sem que para isso ela precise reduzir o estoque, demitir pessoal ou comprometer as operações.

Projeto de Incentivo ao Capital de Giro

Projeto incentivo ao capital de giro

O objetivo do Projeto de Incentivo ao Capital de Giro da Redesul é contornar esses obstáculos e auxiliar as empresas a levantarem o recurso que precisam, tanto para não deixar o caixa no vermelho, como para investir em novos projetos de crescimento.

Com este programa, as empresas podem captar recursos:

  • Economizando muito, porque não pagam juros

Não pagar juros significa economizar. Com essa economia, é possível investir em novos projetos e apostar no crescimento do negócio, conseguindo resultados mais competitivos e se destacando frente à concorrência. Com este Programa, você não precisa mais esperar sua empresa ter um faturamento milionário para concretizar os planos de crescimento.

  • Rapidamente ou de maneira programada

Poder gerenciar os negócios e planejar o crescimento da empresa, com controle total do fluxo de caixa, sem se preocupar com capital de giro é um grande trunfo para qualquer empresário. Empresas que crescem com sucesso planejam este recurso periodicamente. Com a Redesul, você programa o futuro do seu negócio e garante o seu crescimento, mesmo se acontecer imprevistos. Ou, tem a opção de escolher uma estratégia para levantar crédito rapidamente sem pagar juros.

  • Com prazo estendido de pagamento

Se fizer um empréstimo bancário, sua empresa ficará comprometida em pagar juros e parcelas altas em um curto período, ou seja, pra conseguir capital, a empresa compromete um grande percentual do faturamento e fica endividada por vários meses. Com o Projeto da Redesul, além das parcelas já serem reduzidas pela ausência de juros, é possível planejar prazos de pagamento mais longos, diminuindo mais ainda o valor das prestações e possibilitando que a empresa faça esse investimento sem ficar com o caixa no limite.

  • E parcelas pequenas

Investindo em pequenas parcelas mensais, sem juros, sua empresa consegue levantar o capital que precisa, mesmo sem ter um faturamento muito alto e sem comprometer boa parte do caixa todos os meses, como acontece com os empréstimos bancários. Com essa economia, você consegue planejar outros investimentos.

O que permite todas essas vantagens na hora de levantar capital de giro é o sistema de consórcios, que possui diversas estratégias para empresários que pretendem projetar um plano de crescimento em médio e longo prazos ou que precisam de crédito com rapidez para dar um fôlego no caixa.

Como funciona

O sistema de consórcios permite aos participantes a aquisição de bens e serviços, no entanto, existe uma estratégia no consórcio imobiliário muito utilizada por empresários que querem levantar capital de giro sem se endividar com bancos e sem pagar os juros abusivos e as parcelas pesadas dos sistemas tradicionais.

Para conseguir capital de giro através do consórcio, é necessário ter um imóvel em nome da empresa ou do empresário. A partir disso, o empresário (ou a empresa) entra em um grupo de consórcio de imóveis, cuja duração máxima é 15 anos. Uma vez contemplado, ele transfere o imóvel que estava em seu nome para a empresa (ou vice-versa), realizando assim uma operação de compra e venda. Essa operação também pode ser feita com caminhões ou veículos.

Uma das principais vantagens de fazer um planejamento com esse sistema, além da ausência de juros, é que a empresa poderá programar investimentos em médio e longo prazos, sabendo quanto vai investir por mês e por quanto tempo, sem nunca mais precisar se preocupar com o capital de giro. Fora isso, com prazo estendido de pagamento, as parcelas ficam pequenas, por isso sua empresa não tem dificuldade de quitar o crédito, nem precisa se descapitalizar, reduzir o estoque ou comprometer as operações.

Adiantando a contemplação

A estratégia voltada ao crescimento constante e programado do empreendimento é indicada a qualquer negócio que tenha a pretensão de evoluir no mercado. No entanto, algumas empresas não podem esperar muito para acessar o crédito e querem levantar capital de giro sem depender dos sorteios. Para essas, o consórcio oferece outras soluções.

A primeira delas é a oferta de lances. Oferecer um lance nada mais é do que adiantar o pagamento de algumas parcelas do consórcio. Se for a maior oferta do mês, o consórcio é contemplado e fica disponível para liberação.

O Lucas Lazzari, empresário de Minas Gerais, utilizou exatamente esta estratégia e conseguiu o crédito que precisava rapidamente:

Para fazer essa oferta, você pode usar recursos próprios ou utilizar um percentual do próprio crédito para ofertar um lance embutido e ser contemplado mais rápido. Isso significa que sua empresa não precisa, necessariamente, ter dinheiro no caixa para oferecer lances.

Além dessa estratégia, o consórcio ainda permite a aquisição instantânea de crédito.

Crédito imediato

Sua empresa não precisa se submeter aos empréstimos bancários para levantar dinheiro rapidamente. No consórcio, existe a possibilidade de investir em uma carta contemplada, adquirindo um consórcio que já foi sorteado ou contemplado em lance.

Essa é normalmente uma das maneiras mais baratas de levantar capital de giro no Brasil, porque não existem juros.

O processo consiste basicamente em comprar uma carta contemplada que tenha o valor de crédito que a empresa deseja. O empresário, então, paga o valor parcial da carta (o que ela custou até o momento da contemplação, mais um spread ao dono do crédito) e assume as parcelas restantes.

Mesmo pagando um ágio por essa cota contemplada, o valor investido é significativamente inferior aos juros pagos em empréstimos; daí o motivo da procura por essas cotas ser maior do que a oferta.

Depois, é só realizar a operação de compra e venda de uma de suas propriedades – que pode ser um imóvel residencial, comercial, terreno, apartamento – e transformar a carta de crédito em dinheiro. Esse bem deve ter uma avaliação igual ou superior ao valor do saldo devedor da carta de crédito.

Essa operação também pode ser realizada entre parentes, como pai e filho ou irmãos.

Alguma dessas soluções serve para sua empresa?

Agora que você conhece as estratégias para levantar capital de giro usando o sistema de consórcios, já pode decidir com mais propriedade as soluções mais econômicas e inteligentes para o seu negócio.

Se você acredita que levantar capital de giro sem pagar juros é interessante para sua empresa, faça seu cadastro que em breve um especialista entrará em contato para saber das suas condições e pretensões e, assim, desenvolver um plano específico voltado às necessidades da sua empresa. Para fazer o cadastro, basta clicar na imagem abaixo.

Converse com um consultor incentivo capital de giro

Deixe aqui o seu comentário

SOBRE O AUTOR

Ajudo você ou sua empresa a despertarem a consciência sobre o uso inteligente do dinheiro, trazendo Educação Financeira e usando o Consórcio como ferramenta para garantir a conquista dos seus sonhos e objetivos.

CATEGORIAS

REDES SOCIAIS