taxas do consorcio

O consórcio é um sistema de aquisição de crédito para a compra de bens e serviços que tem atraído milhões de brasileiros. Isso acontece principalmente pelo fato de não haver QUALQUER cobrança de juro, o que facilita, e muito, na hora de investir na casa própria, num carro novo, viagem ou até levantar capital de giro. Muita gente já sabe que nesse sistema não há cobrança de juros, mas geralmente essa pessoas surgem com outra pergutna: e as taxas do consórcio, quais são?

Se você também também quer saber como um serviço que não cobra juros funciona, continue a leitura para descobrir a resposta.

Como funciona o Consórcio

como funciona o consorcio

Basicamente, o consórcio imobiliário funciona da seguinte maneira: imagine um grupo de pessoas que quer comprar a casa própria, mas ninguém tem todo o valor para pagar à vista. Essas pessoas se unem e formam um grupo, e todos contribuem com parcelas mensais formando um caixa.

Com esse valor arrecadado todo o mês, é possível liberar o crédito integral para um ou mais consorciados, dependendo do saldo do grupo. Mas como saber quem recebe o crédito primeiro? A administradora organiza assembleias mensais onde sorteia o número das contas vencedoras.

O tempo de duração de um consórcio de imóveis varia conforme o grupo e de acordo com as necessidades e condições de cada participante, o entanto, é um período bastante pequeno quando comparado com os  financiamentos imobiliários. Num Consórcio, também não há necessidade de pagar nenhum valor de entrada, nem absolutamente nada de juros (apenas uma taxa administrativa cerca de 10 vezes menor que os juros dos financiamentos).

Vale destacar que a contemplação de todos os participantes do grupo dentro do período acordado é garantida por Lei, portanto, não existe a possibilidade de não ser sorteado.

Para que o consórcio funcione e ninguém saia no prejuízo, existem alguns percentuais que são descontados nas parcelas. Mas, não se preocupe, essas taxas do consórcio, juntas, chegam a custar 10 vezes menos que os juros de empréstimos e financiamentos.

Quais são essas taxas do consórcio? São 4 e vamos explorar cada uma delas.

Fundo Comum (FC)

O fundo comum é o valor pago para a formação absoluta do fundo e é destinado à compra do bem ou serviço desejado. A cada contemplação os valores acumulados no fundo serão utilizados para disponibilizar a carta de crédito ao sorteado e ao ganhador do lance.

Normalmente o valor utilizado para a definição do FC é o preço total do bem ou serviço, decidido na assembléia geral, juntamente com a quantidade de parcelas que aquele plano terá. A partir disso, o valor total é dividido pelo número de parcelas: se um veículo custa R$ 50 mil e será dividido em 70 vezes, o FC custará R$ 714,29.

Taxa de Administração (TA)

Essa taxa diz respeito aos serviços prestados pela administradora para montar o grupo e fazer a gestão de todo o processo. Cada administradora decide o percentual cobrado por seus serviços, a taxa é obtida por meio da divisão total da taxa de administração pelo prazo de duração do serviço de consórcio contratado.

Usando o exemplo do carro acima, se a taxa de administração total for de 15%, para um consórcio definido em 70 meses, a taxa mensal da TA paga por cada consorciado será de de 0,21% (15% ÷ 70 = 0,21%).

Fundo de Reserva (FR)

A taxa do fundo de reserva é destinada para acomular recursos para serem utilizados em casos de emergência e imprevistos, tais como inadimplência de algum consorciado, é utilizada como medida de segurança para o bom funcionamento do grupo.

Essa taxa utiliza o mesmo raciocínio de cálculo, dividir a taxa total pelo prazo estabelecido do grupo; a taxa é definida pela administradora.

Preste atenção: a taxa só pode ser cobrada se estabelecida no contrato, se ao final do grupo ainda houver dinheiro no Fundo, ele deverá ser devolvido proporcionalmente aos membros.

Seguro

Mais uma das taxas comuns do consórcio, o seguro é utilizado para proteger os consorciados de situações imprevistas e que não podem ser controladas:

  • Seguro de vida: garante o pagamento do consórcio em casos de falecimento de uma das partes;
  • Seguro desemprego: pagamento das parcelas caso o consorciado venha a perder o emprego;
  • Quebra de garantia: cobre possíveis inadimplências de consorciados.

Como essas taxas do consórcio são cobradas?

Todas as taxas serão cobradas nas prestações do consórcio, no formato de uma parcela única, e todas elas estão especificadas em contrato e variam de plano para plano. Cabe ao consorciado analisar as taxas e decidir se aquele é um bom plano ou não.

Depois de decididas, as taxas não serão alteradas no decorrer de todo o grupo, tornando o valor da parcela fixo, sem possibilidades de aumentos súbitos. O consórcio é uma forma segura, prática e fácil de poupar em grupo.

E você, está esperando o que para fazer o seu? Fale agora com um dos nossos especialistas e tire suas dúvidas.

 

Deixe aqui o seu comentário

SOBRE O AUTOR

Ajudo você ou sua empresa a despertarem a consciência sobre o uso inteligente do dinheiro, trazendo Educação Financeira e usando o Consórcio como ferramenta para garantir a conquista dos seus sonhos e objetivos.

CATEGORIAS

REDES SOCIAIS