IPTU e IPVA: pagar à vista nem sempre é a melhor escolha

Redação Redesul :)

Redação Redesul :)

O melhor da Redesul com estratégias para prosperar e aumentar seus investimentos.

Passado o período de festas de fim de ano e a fase de descansar e esquecer das preocupações, logo no início de 2019 as contas voltam a bater na porta. Além de todas as despesas do início do novo ano, como rematrícula, reajuste de condomínio e material escolar, tem muita gente que em janeiro não vai receber o salário integral, em função das férias remuneradas.

Mas as primeiras contas desse novo ano não tiram férias, inclusive o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), e, pra quem não se organizou ainda no ano passado, a preocupação com esses impostos pode tirar o sono.

É bom considerar que os municípios e estados costumam oferecer descontos interessantes pra quem pagar à vista, mas será que o ideal é realmente quitar tudo de uma vez? Ou em alguns casos o melhor é parcelar? A resposta vai depender muito da sua situação financeira e do seu perfil.

Quer saber como proceder no seu caso? É o que vamos explicar.

Descobrindo a situação financeira

Pagar à vista geralmente é reforçado como uma atitude inteligente, em se tratando de educação financeira. Mas a regra nem sempre é essa e o pagamento desses impostos podem ser uma exceção.

De acordo com a metodologia DSOP de educação financeira, antes de saber a melhor forma de pagar o IPTU e o IPVA, você precisa entender exatamente o seu perfil financeiro.

Isso significa compreender de que forma você fechou o seu orçamento em 2018: endividado, equilibrado financeiramente ou investidor.

Fechei o ano ENDIVIDADO

Estar endividado não significa estar inadimplente, pois você pode ter muitas contas pra pagar, sem, no entanto, ter parcelas atrasadas. Mas cuidado pra não mascarar essa situação com o cartão de crédito, pois a tendência é você perder o controle, aumentando o endividamento e, aí sim, sujando seu nome na praça.

Em qualquer uma dessas duas situações, endividado ou inadimplente, pagar o IPTU e o IPVA à vista não é nada vantajoso e a orientação é parcelar, pois você precisa ter alguma reserva pra pagar suas dívidas e não ficar desprevenido, fugindo ao máximo de empréstimos bancários.

Mas o que fazer com as contas se você fechou o ano endividado? É preciso estabelecer um plano de ação pra conseguir quitar suas dívidas e sair desse círculo vicioso, antes de iniciar novas contas.

Mas entenda: suas dívidas não começaram de um dia para o outro, portanto, é preciso planejamento, ação e tempo para que elas sejam sanadas.

Isso se faz olhando atentamente a sua movimentação financeira do último ano e apontando exatamente onde houve excessos que poderiam ser evitados. Fazendo esse diagnóstico, você poderá negociar com mais propriedade com os credores e certamente estará em outra situação daqui a um ano.

Se você fechou 2018 no vermelho, possivelmente esteja vivendo fora do seu padrão de vida real, a exemplo de 25% da população brasileira.

Fechei o ano EQUILIBRADO

Terminei 2018 no azul, sem qualquer dívida ou conta pra pagar, posso pagar o IPTU e o IPVA à vista?

Ainda não. É preciso responder outras questões antes de saber qual é a maneira ideal para quitar esses impostos. Em primeiro lugar, você já sabe que conseguiu equilibrar sua renda com seus gastos e despesas no ano passado. Parabéns.

Agora, você precisa se perguntar se tem alguma reserva pra quitar as outras contas em 2019, como rematrícula, material escolar e demais despesas de início de ano, além desses impostos.

Se sua resposta for sim, ótimo! Mas ainda tem outra questão muito importante: pagando tudo isso, você ainda terá alguma reserva ou ficará totalmente sem capital?

É aí que mora o perigo, porque se você ficar sem nenhum dinheiro guardado, pode acontecer algum imprevisto e você pode ser pego desprevenido. E isso nunca é bom.

Lembre-se: a orientação é sempre fugir de empréstimos e linhas de crédito com juros exorbitantes.

Portanto, pra não ficar sem nenhum dinheiro pagando todas essas contas, nessa situação o ideal é pagar o IPTU e o IPVA de forma parcelada, assim você consegue se organizar pra não entrar numa espiral de dívidas.

Fechei o ano INVESTIDOR

Nessa última circunstância, caso você esteja com a situação financeira confortável, obviamente a melhor maneira de pagar esses impostos é à vista, aproveitando descontos de cerca de 4%, dependendo do município (IPTU) ou do estado (IPVA).

Geralmente, quem tem esse perfil de investidor:

  • está com todas as contas em dia;
  • tem reservas pra quitar as dívidas que vêm por aí;
  • e ainda pode contar com outros fundos pra não ficar desprevenido.

São pessoas que direcionam pelo menos 10% da sua renda em algum investimento, que pode trazer retorno em curto, médio ou longo prazo, garantindo mais segurança pra pagar as contas à vista, sem se preocupar com dívidas futuras, muito menos temer algum imprevisto.

Todo mundo quer ter esse perfil e, embora pareça uma meta difícil de ser alcançada, qualquer pessoa consegue, independente da renda. Mas é preciso ter foco nesse objetivo.

A metodologia DSOP de educação financeira ensina como chegar ao sucesso financeiro priorizando os sonhos no orçamento, antes de pagar qualquer conta ou dívida. E isso pode ser aplicado por famílias de qualquer classe social.

Agora que você descobriu a melhor maneira de quitar o IPTU e o IPVA pro seu caso, pode planejar de que forma pagar essa conta e, caso necessário, já se organizar para estar mais tranquilo em 2020.

E se você acredita que este conteúdo tenha sido relevante pra você, não deixa de assinar nosso blog pra receber orientações preciosas sobre educação financeira.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Onde investir o seu dinheiro em 2021-2022?

Consumidores chegam pagar 30% mais em carros de luxo quando não prestam atenção nisso

Entenda as vantagens de ter um imóvel para renda

Quer saber por que as empresas fecham? Veja as principais causas!

Por que a busca por consórcio imobiliário aumentou na pandemia?

A Única Maneira Comprovada de Comprar um Carro Parcelado Sem Juros

Materiais Educativos

Como conseguir capital de giro com consórcio

Crédito para investir no que quiser na sua empresa, pagando no mínimo duas vezes mais barato que empréstimo e no prazo certo.

Fale com nossos especialistas.

Trabalhe com a Redesul

Anexar Currículo no formato: .doc .pdf .docx (max 5mb )