Investimento seguro: descubra quais são e comece a investir agora

Junto com a rentabilidade, a segurança é outro aspecto muito importante na hora de escolher um investimento para sua empresa. Mas identificar um investimento seguro não é fácil, o que faz com que muitas pessoas tenham dúvidas na hora de tomar essa decisão tão importante.

Para tornar esse momento mais simples, algumas recomendações podem ser fundamentais. Por isso, neste post vamos apontar o que caracteriza os investimentos seguros, além de listar algumas das melhores opções disponíveis no mercado.

Existe investimento seguro?

Não é possível dizer que exista um investimento 100% seguro. Mesmo aqueles conhecidos por seu baixo risco, como a Caderneta de Poupança, escondem algumas desvantagens para quem investe. Dessa forma, podemos afirmar que toda aplicação financeira tem risco em maior ou menor grau.

Quanto maior a disposição do investidor em assumir riscos, maior pode ser a sua rentabilidade. Mas, para isso, é preciso ter certo conhecimento sobre as aplicações. Vamos retomar o exemplo da Poupança: ainda que muito segura, quem investe nela pode estar perdendo a chance de ter retornos muito maiores com opções mais vantajosas e, talvez, tão seguras quanto.

O que faz um investimento ser seguro ou não?

o que faz um investimento seguro

Como dissemos, o que faz dos investimentos mais ou menos seguros são os riscos aos quais eles estão expostos. Por riscos, entendemos a possibilidade de algum evento ou incerteza afetar a rentabilidade esperada.

E a melhor forma de lidar com tais riscos é compreendendo de onde eles vêm. Entre os principais tipos de riscos presentes nas mais diversas aplicações financeiras, os mais comuns são o risco de crédito, o de liquidez e o de mercado

O risco de mercado diz respeito às oscilações do preço do ativo no qual se investe, ou à aplicação não atingir a rentabilidade esperada devido à mudança de determinadas condições econômicas. Esse risco é muito presente no mercado de Ações, embora não seja exclusivo dele.

O risco de liquidez, por sua vez, dimensiona a dificuldade em transformar uma aplicação em dinheiro vivo se for necessário. Se isso puder ser feito de maneira rápida, simples e sem perdas, dizemos que o investimento tem alta liquidez, como é o caso da Caderneta de Poupança e da maioria dos títulos do Tesouro Direto. Se houver dificuldades maiores para reaver o dinheiro investido, a liquidez é baixa, como acontece com Fundos de Investimento e imóveis.

Já o risco de crédito está relacionado com a perda da capacidade da instituição financeira honrar o investimento. Se o banco no qual você investiu quebrar, pode acontecer de seus investimentos se perderem.

Na hora de investir, é importante verificar se a aplicação escolhida é coberta pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). É uma espécie de seguro que cobre determinados investimentos, caso a instituição financeira apresente problemas, cujo limite é de R$ 250 mil por depósito.

5 investimentos seguros para começar a investir agora

Algumas opções de investimento seguro despontam entre todas as disponíveis no mercado, seja para o ano de 2019 ou já pensando no próximo. Cada uma delas conta com características próprias, e combinam boa rentabilidade com riscos não tão elevados. Confira!

1.LCIs e LCAs

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) são títulos emitidos por bancos para o financiamento de atividades desses dois setores importantes para a economia nacional. Quem investe nessas opções recebe em troca uma remuneração que varia conforme o que foi acordado no momento da aplicação.

O baixo risco dessas opções de investimento vem muito do fato de elas serem cobertas pelo FGC, respeitado o limite de R$ 250 mil. Outra vantagem é a isenção da cobrança de Imposto de Renda.

2.Fundos de Investimento

Os Fundos de Investimento são a união de um grupo de investidores que, por meio da supervisão de um gestor, aloca os recursos reunidos em ativos dos mais diversos tipos, de acordo com a natureza do Fundo. Assim, existem Fundos Imobiliários, de Renda Fixa ou mesmo multimercado, que unem classes variadas de investimentos.

Antes de investir em um Fundo, é preciso analisar a taxa de administração cobrada e a rentabilidade esperada. Se prestar atenção nisso, fica mais fácil encontrar boas opções de Fundo para investir com segurança.

3.CDBs

Os Certificados de Depósito Bancários (CDBs) são uma das formas utilizadas pelos bancos para captar recursos e emprestá-los a outros clientes. Assim, quem investe em um título do tipo está, na prática, emprestando dinheiro ao banco e recebendo o pagamento de juros em troca disso.

Todas as aplicações em CDB com o limite de até R$ 250 mil são protegidas pelo já mencionado FGC. Quem quiser ampliar a rentabilidade com um investimento seguro dessa forma, deve procurar por bancos menores. Como eles têm dificuldade em captar recursos, acabam oferecendo uma rentabilidade maior.

4.Ações

As Ações têm fama de serem investimentos altamente arriscados e com forte oscilação. Mas se acompanhadas de uma boa estratégia e estudo sobre o mercado, elas podem se transformar em uma boa fonte de rentabilidade.

Existem maneiras de minimizar os riscos e deixar esse investimento mais seguro. Mas caso você não tenha muita experiência no mercado financeiro, é importante buscar um consultor especializado. Outra orientação é priorizar Ações de empresas sólidas e com perspectivas de crescimento no futuro. Assim, empresas do setor bancário e concessionárias de serviços públicos costumam ser boas aplicações.

5.Consórcio

investimento seguro com consorcio

Mesmo não sendo uma modalidade em que você recebe dividendos, o Consórcio também pode ser considerado uma opção segura de investimento, inclusive para empresas. Por meio dele, é possível obter uma carta de crédito com o pagamento de parcelas mensais. Essa carta de crédito pode ser utilizada para a compra de qualquer bem dentro do grupo a qual pertença o Consórcio.

Dessa forma, os consórcios podem ser utilizados por empresas que querem investir em novos equipamentos ou até fazer capital de giro sem precisar recorrer a empréstimos ou financiamentos bancários, nem aos juros cobrados junto com eles. Esse investimento seguro permite ao negócio crescer de forma saudável e planejada, sem precisar contrair dívidas para ampliar seu patrimônio financeiro e sem comprometer suas atividades.

Embora o Consórcio possua estratégias para levantar crédito imediatamente, ele também oferece excelentes maneiras de investir em médio e longo prazos, em pequenas parcelas, seja para o crescimento estratégico do seu negócio ou para sua independência financeira. E isso de maneira segura e garantida.

Com este texto, você viu que é possível encontrar uma opção mais segura de investimento que atenda às necessidades da sua empresa sem colocá-la em perigo.

Que tal assinar a nossa newsletter para receber conteúdos incríveis como este diretamente no seu email? Faça isso agora mesmo!

Deixe aqui o seu comentário

SOBRE O AUTOR

Ajudo você ou sua empresa a despertarem a consciência sobre o uso inteligente do dinheiro, trazendo Educação Financeira e usando o Consórcio como ferramenta para garantir a conquista dos seus sonhos e objetivos.

CATEGORIAS

REDES SOCIAIS