Finanças para casais: como organizar as contas para evitar brigas e realizar sonhos

financas para casais

A vida a dois é um passo natural pra muita gente mas, por mais que o amor seja forte, 46% dos casais brasileiros brigam por questões financeiras, segundo pesquisa realizada pelo CNDL, SPC e Banco Central. Um dos pontos que mais trazem conflitos para o relacionamento, seja nos novos ou nos de longa data, é, portanto, uma vida financeira bagunçada. Por conta disso, a busca por soluções sobre finanças para casais está cada vez maior.

Se apenas um paga tudo, ou se dividem todas as contas igualmente ou, ainda, se pagam proporcionalmente ao que cada um ganha, não há muitas regras quando falamos de finanças para casais, o único elemento que obrigatoriamente deve estar sempre presente é o diálogo. No entanto, existem alguns métodos que podem ajudar muito casais que pretendem organizar as contas da casa.

Se você está procurando maneiras que ajudem você a organizar a vida financeira a dois, aqui você vai encontrar o passo a passo para alcançar esse objetivo de acordo com a metodologia de Educação Financeira DSOP (Diagnosticar, Sonhar, Orçar e Poupar).

Primeiro passo: transparência no amor e nas contas

Pra começar a organizar as finanças, primeiro é muito importante que ambos conheçam a realidade de cada um. Quanto os dois gastam individualmente e quanto gastam em casal? Três em cada 10 entrevistados pela mesma pesquisa assumiram que omitem parte das compras. Infidelidade financeira sempre é ruim, porque provoca quebra de confiança. E este motivo está no topo da lista das razões dos divórcios, por isso, sempre é abordado quando o assunto é finanças para casais.

Se vocês ainda não têm uma vida financeira transparente, este é um bom momento para pensar nisso.

Comecem colocando tudo na ponta do lápis:

  • – Quanto cada um ganha individualmente?
  • – Quanto os dois ganham juntos?
  • – Quais são as despesas fixas mensais individuais?
  • – E as despesas do casal (aluguel, internet, energia, mercado, etc)?
  • – Quais dessas despesas são dívidas de valor e quais são dívidas sem valor?*

*Dívidas de valor são aquelas que trazem qualidade de vida ou crescimento pessoal ou profissional (ex.: gastos essenciais como mercado, luz, água, aluguel; faculdade; viagem). Dívidas sem valor são os gastos por impulso ou despesas com itens não planejados que não fazem muita falta ou não são urgentes, como roupas, calçados, aparelhos eletrônicos, gastos desnecessários em restaurantes, etc.) Aprenda mais sobre isso clicando aqui.

Façam esse controle anotando todos os gastos DIÁRIOS que vocês têm durante um mês (pra quem não tem renda fixa, a recomendação é fazer esse diagnóstico por 90 dias).

Neste momento, quando falamos de finanças para casais, também é importante que cada um reconheça a condição financeira atual de ambos e respeite isso. Forçar um estilo de vida que não se pode pagar é o início de problemas graves, tanto pessoais como no relacionamento.

Para ajudar vocês a fazerem esse diagnóstico da vida financeira, o Apontamento de Despesas DSOP é uma ferramenta muito útil. Você pode baixá-la gratuitamente, basta preencher este formulário:


A importância do sonho na vida do casal

Agora que vocês já sabem exatamente quanto ganham e quanto gastam, já podem definir as prioridades na vida de vocês e programar conquistas, porque viver apenas na rotina de pagar contas também pode causar atritos. Se têm dívidas e contas atrasadas, regularizar essa situação deve estar em primeiro lugar na lista de objetivos financeiros e se livrar desse problema pode ser a chave para acabar de vez com as brigas do casal.

Por isso, é muito importante listar todo o dinheiro que entra e sai. Quando tiverem esse “Raio X” nas mãos, o próximo passo é planejar todo o orçamento pra quitar aquelas contas atrasadas e ainda conseguir fazer sobrar dinheiro pra investir nos sonhos, seja a casa própria, trocar de carro, uma viagem, uma pós-graduação… A ideia é planejar pelo menos três sonhos: em curto prazo (1 ano), médio prazo (5 anos) e longo prazo (10 anos e acima). Sim, isto é possível!

É muito comum neste momento o casal perceber que está vivendo acima do padrão de vida real. Se isso acontecer, não há o que fazer senão apertar o cinto e cortar as dívidas sem valor, além de reduzir aqueles gastos essenciais. E não se engane: SEMPRE há aonde economizar! É só vocês focarem nos sonhos que planejaram que esses pequenos sacrifícios ficam muito mais fáceis de serem vencidos no dia a dia.

Mas como fazer isso?

É hora de fazer um novo orçamento financeiro!

Depois de saber exatamente para onde está indo o dinheiro do casal, o próximo passo é refazer o orçamento financeiro de acordo com o padrão de vida real e seus novos objetivos. E sobre esses sonhos, este é o momento de definir quanto eles vão custar e quanto será preciso poupar, por quanto tempo, até conseguir realizá-los.

Neste ponto, o Orçamento Financeiro DSOP propõe uma ruptura aos modelos tradicionais. Veja, num orçamento convencional, as pessoas normalmente recebem o salário, pagam todas as contas e só então, se sobrar dinheiro, realizam algum desejo.  A ideia aqui é seguir o caminho oposto: a primeira coisa a se fazer quando receber sua renda é separar o dinheiro pros sonhos do casal e só depois pagar as contas ou fazer novas dívidas (dívidas essas que não podem ultrapassar 30% da renda total.)

Parece difícil, mas lembre-se que se você cortou as dívidas sem valor e reduziu os gastos essenciais, vai ter uma sobra pra investir no que é realmente importante. Esta é uma maneira muito eficiente de sair do círculo vicioso das dívidas e conseguir, de fato, realizar suas conquistas. Por isso, se os sonhos do casal estiverem bem definidos, não haverá brechas para gastos que não agregam em nada na vida de vocês.

A metodologia DSOP também possui uma excelente ferramenta para auxiliar no orçamento financeiro. Para baixar gratuitamente, basta preencher este formulário:


Quem poupa junto, realiza junto

Para arrematar o capítulo anterior, o último pilar para ajudar na organização financeira, na quitação das contas e na realização dos sonhos do casal, a metodologia DSOP ensina a melhor maneira de poupar. Essa ação vai depender do perfil financeiro do casal, mas a ideia é que vocês consigam poupar ]de 10 a 50% da renda para os sonhos (que também pode ser a quitação das dívidas).

Neste sentido, é preciso poupar um valor para cada um dos três sonhos ao mesmo tempo. Para conseguir isso, vale lançar mão de diversas atitudes, desde pesquisar os melhores preços antes de comprar, substituir produtos por marcas mais baratas, pedir desconto SEMPRE, evitar compras parceladas e juros e pagar sempre que possível à vista.

O foco aqui é reestruturar a vida financeira do casal para mudar os hábitos de consumo. Fazendo isso, vocês conseguem poupar e direcionar o dinheiro para o que realmente importa: a realização de sonhos e objetivos, seja quitar as dívidas, trocar de carro, fazer uma viagem ou comprar a casa própria.

Como você pode ver, não há uma receita de bolo quando falamos em finanças para casais, no entanto, existem várias ações que podem ser adaptadas à vida de vocês para que saiam da rotina que os torna mero pagadores de contas, reduzindo conflitos e realizando sonhos. Que tal agora conhecer uma excelente ferramenta que tem ajudado milhões de brasileiros a economizar para realizar grandes sonhos?  Acesse este conteúdo agora mesmo: O que é consórcio? Conheça o sistema que realiza 1 milhão de sonhos todos os anos.

Deixe aqui o seu comentário

SOBRE O AUTOR

Ajudo você ou sua empresa a despertarem a consciência sobre o uso inteligente do dinheiro, trazendo Educação Financeira e usando o Consórcio como ferramenta para garantir a conquista dos seus sonhos e objetivos.

CATEGORIAS

REDES SOCIAIS

Shopping Basket