Entenda o que é e como fazer antecipação de recebíveis

Redação Redesul :)

Redação Redesul :)

O melhor da Redesul com estratégias para prosperar e aumentar seus investimentos.

A antecipação de recebíveis é uma operação que pode salvar provisoriamente a empresa em um momento complicado. Se você está considerando essa opção para conseguir capital de giro rápido, mas não sabe muito bem como funciona veio ao local certo!

Afinal, quando se trata de dinheiro, é sempre importante ter conhecimento e discernimento sobre as opções que você tem.

Se voê quer entender melhor essa operação, continue lendo e aprenda com as informações a seguir.

O que é antecipação de recebíveis?

Grosso modo, a antecipação de recebíveis é quando uma empresa adianta o recebimento de valores referentes às suas vendas a prazo, parceladas, com duplicatas, carnês ou cheques. A instituição financeira paga esses valores antes mesmo do seu cliente ser cobrado.

Isto é bastante vantajoso para empresas que necessitam de recursos urgentes para investir em infraestrutura e alavancar os negócios, mas ainda não possuem o capital de giro necessário para tal.

Todavia, vale lembrar que, mesmo antecipando e colocando as mãos nesse recurso, você deve ter como foco a boa gestão financeira do seu empreendimento. Afinal, essa operação tem um custo.

Isso significa que você deve averiguar como está o balanço da sua empresa e tomar o devido cuidado para que a antecipação não se torne também um mau uso das finanças.

Tenha clareza sobre as contas a serem pagas, o quanto pode investir e se realmente é necessário antecipar, a fim de não se complicar mais à frente.

Como funciona essa antecipação?

A antecipação basicamente pode ser feita por três vias diferentes: bancos, Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDCs) e as Factorings.

Todas essas entidades financeiras apresentam características próprias na maneira em como auxiliam o empreendedor a antecipar recebíveis. Abaixo, apresentamos de forma resumida cada uma delas:

  • Bancos: fazem cobrança de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), taxas competitivas do mercado e burocracia no levantamento, análise e aprovação dos documentos;
  • Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDCs): não há cobrança de IOF, as taxas são menores e a burocracia menos complicada permitindo o rápido recebimento dos recursos;
  • Factorings: cobram IOF e taxas como as dos bancos, porém, com menor burocracia nesse processo.

Como pode ver, você não é obrigado a contar apenas com o banco para fazer a antecipação de recebíveis. Aproveite essa gama de opções que o mercado oferece para escolher a alternativa que melhor atenda aos interesses do seu negócio.

Qual é a diferença entre a antecipação e o empréstimo?

Na antecipação, você acessa um recurso que já seria seu, porém, antes do momento datado pelo pagamento a prazo. Além disso, as taxas cobradas são menores do que as praticadas em um empréstimo, pois você não estará pegando dinheiro emprestado, e sim antecipando o pagamento de um recurso que seria seu mais à frente.

Isso faz toda diferença, já que você não fica devendo a uma instituição financeira por fazer um empréstimo e acessa mais rapidamente o capital necessário para mudar a realidade do seu negócio.

As taxas menores da antecipação também reduzem o risco de endividamento e possibilitam organizar finanças da empresa. Por todos esses motivos, a antecipação de recebíveis pode ser uma estratégia muito melhor do que o empréstimo. Pense nisso!

Quais são as vantagens e desvantagens da estratégia para a empresa?

A principal desvantagem de fazer a antecipação de recebíveis é o custo que você paga por isso.

Portanto, não se planejar e achar que apenas essa atitude vai resolver a situação da sua empresa pode ser fatal. Até porque, esse é um dinheiro que você está recebendo antecipadamente e pode fazer falta no futuro.

A orientação é: faça essa antecipação apenas em casos estritamente necessários e não relaxe diante desse dinheiro que retornou rapidamente. Coloque a mão na massa e pense em outras soluções mais efetivas e de longo prazo.

Conforme já adiantamos, você precisa averiguar o fluxo de caixa, o quanto tem entrado, o quanto sairá para pagamento de dívidas e compromissos financeiros para então considerar fazer a antecipação.

Se agir por impulso ou desespero, poderá piorar a situação. Por isso, não vá por esse caminho.

Agora, se o assunto são as vantagens que a antecipação de recebíveis traz, podemos enumerar alguns aspectos importantes. Confira as informações abaixo.

Evita empréstimos

Conforme exploramos no tópico anterior, sempre que possível é importante evitar empréstimos, pois os juros são sempre altos e a burocracia torna o processo arrastado e cansativo. Esta é uma grande vantagem da antecipação de recebíveis em comparação com empréstimo.

A possibilidade de não pagar juros em um momento de necessidade, pode ser uma excelente saída para dar um fôlego no capital de giro sem comprometer demasiadamenteo o caixa, e isso permite uma melhor gestão financeira do negócio.

Todavia, essa troca nem sempre é vantajosa e cabe destacar que é preciso calcular bem o custo-benefício das operações para não ter prejuízo e se arrepender depois.

Maior agilidade nas operações

A menor burocracia cobrada pelos Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDCs) ou mesmo nas Factorings — ainda que também tenham taxas similares às dos bancos — permite maior agilidade nas operações.

Você não precisa ficar preocupado esperando pela aprovação da antecipação de recebíveis. Até porque, a ideia é justamente agilizar o acesso aos recursos e não ter que esperar para tê-los em mãos, não é mesmo?

Por isso, essa maior agilidade nas operações permite que você tenha tranquilidade na hora de ter o capital de giro para fazer os aprimoramentos na empresa. Nesse quesito, a antecipação de recebíveis também sai na frente quando comparada às alternativas existentes no mercado.

Reduz inadimplências

Se você chegou a considerar a antecipação de recebíveis para sua empresa, existe uma grande chance de estar querendo evitar inadimplências no no seu negócio, correto? Pois bem, esse é um dos principais motivos que levam diversos empreendedores a optar por essa alternativa.

Acessando os recursos mais agilmente, você reduz inadimplências e, com isso, pode entrar em um ciclo virtuoso na gestão financeira do seu negócio. Afinal, o acúmulo de dívidas leva diversas empresas a fecharem às portas pela falta de cuidado com isso.

Antecipando o que seria pago apenas posteriormente, você consegue ser mais eficaz na resolução desses problemas.

Como pode ver, a antecipação de recebíveis é uma ótima alternativa se usada de forma pontual e responsável. Se adotada recorrentemente, pode se tornar uma bola de neve e complicar a saúde financeira do empreendimento. Por isso, utilize essa alternativa com sabedoria e evite problemas.

Se gostou de entender o que é e como fazer antecipação de recebíveis, aproveite para assinar nossa newsletter e continuar por dentro dos melhores conteúdos de educação financeira e negócios.

Comentários

Quem leu este post leu também :)

5 práticas para fazer uma boa gestão financeira empresarial

Quer saber por que as empresas fecham? Veja as principais causas!

3 maneiras de conseguir capital de giro sem fazer empréstimo

A Única Maneira Comprovada de Comprar um Carro Parcelado Sem Juros

Quer tirar sua empresa do aluguel? Veja 4 maneiras de fazer isso

Você sabe quem fiscaliza consórcios para empresas?

Materiais Educativos

Como conseguir capital de giro com consórcio

Crédito para investir no que quiser na sua empresa, pagando no mínimo duas vezes mais barato que empréstimo e no prazo certo.

Fale com nossos especialistas.